Seja na universidade, seja ainda do colégio, temos a exigência de fazer um primeiro trabalho científico. Pode ser por meio de um projeto de Iniciação Científica ou pela necessidade de fazer um TCC, o drama é o mesmo: como escolher o tema e o projeto de pesquisa? Como transformar isso em um trabalho escrito? Como apresentar?

Como alguém que ainda não é pesquisador pode fazer um trabalho científico?

Pensando a Solução

As dificuldades enfrentadas se resumem ao desafio de iniciar-se à ciência. Muitas vezes, falta uma orientação mais próxima, um “passo a passo” claro, seguro, objetivo. Devemos colocar tempo e energia na escolha do tema e planejamento do trabalho buscando resultados que sejam sólidos, seguros, mesmo que não pareçam grandiosos ou originais.

É preciso, então:
 

Quero fazer ciência!

Todos podemos fazer ciência! Para isso, é preciso entender que um trabalho científico não é um trabalho qualquer: ele precisa solidificar opiniões, transformando-as em conhecimento. Dessa forma, o passo mais importante é encontrar um tema que gere uma pesquisa bem embasada e realizável no prazo que temos. Um bom enfoque deve ser buscado.

Produtos que ajudam a superar o desafio:

Livro

Projetos para Escolas na Prática

Neste livro, Rafael Korman desmistifica os caminhos para transformar boas idéias em projetos de sucesso. Em um texto acessível e voltado à prática, Rafael apresenta ferramentas eficazes para construir projetos e envolver pessoas na busca de uma educação em prol da aprendizagem coletiva e transdisciplinar.

Veja uma amostra do livro (formato PDF) Comprar na Loja Virtual

O que diz o público?


Foi ótimo, pois aprendi a programar melhor meus estudos e pude ver o quanto ele é fundamental.

Thiago Mendes,
Instituto de Educação

Eu gostei, tive algumas dificuldades para compreender a matéria e com essa atividade eu tenho certeza que vou melhorar nos estudos.

Viviane Dias,
Colégio Nossa Sra. Aparecida

Adorei a palestra!!!! Nunca tinha parado para pensar como é importante ter um tempo livre e um lugar confortável para o estudo.

Stéphany Borges,
Instituto estadual Nossa Senhora do Carmo

Outros Desafios